Jewish Social Action

Dia da Memória - 01.05.17

Natan Sharansky: "A memória é a nossa força"

Como acontece todos os anos, a Agência Judaica realizou ontem (1 de maio de 2017) uma cerimônia em seu pátio, em memória aos judeus que foram mortos em ataques terroristas e incidentes anti-semitas em todo o mundo, honrando também, obviamente, a memória dos soldados e civis que caíram nas guerras de Israel. >De acordo com dados da Agência Judaica, desde a criação do Estado de Israel em 1948, cerca de 200 judeus foram assassinados em atos anti-semitas ao redor do mundo. Este ano, a cerimônia foi focada em vítimas de eventos terroristas na Bélgica.

A cerimônia contou com a participação de familiares do professor Joseph Wybran, imunologista e chefe da organização belga de instituições judaicas, que foi baleado em um estacionamento da Universidade Livre de Bruxelas, onde trabalhou, em 1989. Também estiveram presentes Membros da família de Mira e Emanuel Riva, que foram mortos a tiros no Museu Judaico da Bélgica em 2014.

O presidente da agência judaica, Natan Sharansky, disse: "Nós, nas Instituições Nacionais e na Agência Judaica, estamos trabalhando para fortalecer a segurança das comunidades judaicas na Diáspora. Mas a nossa principal arma é a força da conexão do povo judeu com o Estado de Israel, a força das comunidades e o processo contínuo de recolhimento dos exilados e Aliyah (imigração) para Israel. Nós, na nação judaica devemos apoiar uns aos outros, ajudar uns aos outros, e se lembram uns dos outros. A memória é a nossa força. "

02 Maio 2017 / 6 Iyar 5777 0
  •   Print